Sua organização pode estar considerando fazer uma parceria com outras para expandir seu impacto. Mas como e quando é que você deve entrar em uma parceria formal para atingir seus objetivos? A IAF vem desenvolvendo há décadas parcerias público-privadas para aprofundar nosso alcance e efetividade. Mantemos um portfólio crescente de parcerias ativas com o setor privado, e também encorajamos todos os nossos donatários a fazer parcerias com governos locais, empresas ou com a sociedade civil conforme for apropriado para trazer recursos e conhecimentos adicionais para suas iniciativas comunitárias. Com base em nossa experiência, apresentamos algumas perguntas-chaves para você se fazer a fim de ter certeza de que as parcerias serão sólidas e mutuamente benéficas:

Os benefícios vão superar os custos?

As parcerias podem ampliar seu impacto, expandir sua rede e lhe proporcionar acesso a novos conhecimentos… mas elas não são gratuitas. Antecipe o custo do lado administrativo e transacional da parceria e negocie a maneira como você irá compartilhar esses custos entre os parceiros.

A parceria vai gerar um impacto significativo em sua missão principal?

É fácil se empolgar com uma parceria potencial e subestimar o fato de que ela pode realmente desviar sua organização de sua missão e suas forças principais. A IAF só entra em parcerias que estejam ancoradas em nossas metas de programas, aprendizado e comunicação e que as façam avançar. Ao mesmo tempo, é importante ser flexível ao explorar novas áreas temáticas e geográficas de foco, contanto que elas sejam consistentes com a visão da sua organização.

A parceria de co-financiamento da IAF com a Danone Argentina e o Fundo de Ecossistemas Danone para apoiar a organização parceira local Fundación Avina é um ótimo exemplo da união de quatro organizações para elaborar e investir em conjunto em um projeto alinhado com as missões e as forças de cada uma delas. Cada uma dessas organizações tem uma longa história de trabalho com uma população vulnerável específica: os cartoneros, recicladores que coletam e vendem produtos recicláveis em cidades de toda a Argentina. Juntas, elas têm o objetivo de melhorar as condições de trabalho e os salários de 4.500 cartoneros em 35 cidades, enquanto promovem sistemas de reciclagem de base comunitária.

O modelo de colaboração é criativo ou inovador?

Oferecemos várias opções para que os parceiros potenciais trabalhem com a IAF, como parcerias de co-financiamento, programáticas e de múltiplos doadores. A oferta de opções aos parceiros permite que você tenha espaço para construir sobre programas existentes ou para elaborar novos programas usando suas forças e seu conhecimento para obter o melhor resultado. Isso também proporciona oportunidades para soluções criativas e inovadoras para uma crise imediata. 

Por exemplo, a IAF lançou uma Parceria de múltiplos doadores para apoiar a recuperação pós-terremoto no México em 2017, com a Charles Stewart Mott Foundation, a El Paso Community Foundation, a International Community Foundation, a Silicon Valley Community Foundation e o Rockefeller Brothers Fund. As fundações baseadas no México, como a Fundación Comunitaria Malinalco, receberam fundos para apoiar iniciativas de liderança local em comunidades afetadas pelos terremotos, como uma das organizações comunitárias chamada Mezcladora, que trabalhou com membros e estudantes da comunidade para criar uma nova biblioteca onde os estudantes pudessem continuar seus estudos. Ao ampliar a parceria para incluir organizações do México e dos Estados Unidos, aumentamos o fundo em 923%, atingindo o valor de US$ 13,3 milhões, e também aumentamos substancialmente o fundo disponível para organizações comunitárias e da sociedade civil em um só lugar.

Existem riscos ao entrar em uma parceria?

Como uma agência governamental dos E.U.A., temos o cuidado de evitar riscos institucionais, incluindo conflitos de interesse potenciais ou reais. Desenvolvemos um processo rigoroso de avaliação de parceiros que inclui uma análise de devida diligência para avaliar a compatibilidade da IAF com parceiros potenciais, bem como potenciais riscos jurídicos, operacionais, reputacionais e financeiros. Precisamos saber com antecedência se vamos compartilhar valores semelhantes ou se a parceria pode interferir na execução de nossa missão principal.

A parceria gera valor compartilhado para os parceiros e interessados?

A IAF se engaja em parcerias que criam valor compartilhado para a agência, nossos donatários, parceiros e o público dos E.U.A. Definimos “valor compartilhado” como os benefícios sociais, ambientais e econômicos que as partes acumulam através da parceria com a IAF. Como uma agência que concede financiamentos, nos beneficiamos da disponibilização de fundos adicionais, conhecimento técnico, mercados e redes para nossos donatários. 

A IAF e a Fundação Charles Stewart Mott são parceiras desde 2012 para financiar conjuntamente a Comunalia